Fórmula Café

MOTOGP 2017: QATAR

COLUNA ESCRITA POR PATRICIA ZENI

Caótico! Assim podemos resumir o final de semana que abriu os trabalhos pro mundial de motovelocidade. A chuva prejudicou todos e os treinos de sabado foram cancelados.Com isso ficou definida as posições de largada pelos tempos combinados de sexta feira. A pole ficou com Maverick Viñales, a primeira sua na Yamaha. Andrea Iannone e Marc Marquez fecharam a primeira fila. Valentino Rossi e Jorge Lorenzo ficaram lá na quarta fila.

Passadas as duas primeiras corridas do dia, digo, noite, a chuva deu sua presença e atrasou a largada em 45 minutos.

Com as luzes apagadas perguntas finalmente seriam solucionadas. Viñales, seria capaz de levar a M1 à primeira vitória da temporada? Márquez seria a única ameaça ao espanhol? Rossi e Lorenzo conseguiriam chegar na frente?

Dada a largada, surpresa foi Zarco, estreante na categoria. Na curva 6 o francês tomou a ponta de Iannone pra liderar a prova em sua primeira corrida na categoria rainha. Enquanto isso Márquez, Iannone e Dovizioso brigavam pelo segundo posto. Viñales que fez uma largada ruim, ocupava a quinta posição, seguido de Dani Pedrosa e Valentino Rossi. Valentino logo se livrou de Pedrosa e começou a caça aos ponteiros, enquanto isso seu maior rival, Lorenzo, errava na curva 1 e caia pra décima quarta posição.

Lá na frente, Zrco parecia absoluto, com uma tocada sólida, o francês parecia tão a vontade quanto na moto2, e abria mais de um segundo de vantagem pros demais, porém o sonho acabou na volta seis, quando Zarco entrou na parte suja da pista e acabou indo ao chão com sua Yamaha satélite. Dovizioso assumia a ponta mas não parecia ter ritmo pra se consolidar nela, e ainda via Valentino e Viñales se aproximando. Iannone parecia ser o piloto mais rápido na pista, mas fez o que mais fazia na Ducati: caiu. O atual campeão, Márquez estava com problemas de equilíbrio em sua Honda foi presa fácil para Rossi e Viñales.

Já falado muito do que aconteceu durante a corrida, agora o final. Enquanto Viñales e Dovizioso brigavam pela vitória, que acabou nas mãos do espanhol, Rossi impressionava mais uma vez. Assunto que já é tratado como normal por nós, enquanto Lorenzo, que vivia a expectativa da estreia ficou em um apagado décimo primeiro lugar.

As expectativas para essa temporada são bem maiores que para a Formula 1 (como sempre). Ainda não está certo quem é o favorito, apesar de Vinales se mostrar o homem a ser batido. A próxima etapa do mundial acontece nos dias 7, 8 e 9 de abril aqui perto de nós, no belíssimo circuito de Termas do Rio Hondo, na Argentina.

Moto2

Franco Morbidelli é uma esperança para muitos. Metade brasileiro, piloto da academia vr46, metade italiano. Desde a pré temporada mostrou ser um dos candidatos ao título. A primeira vitória, esperada desde o ano passado, se encaminhou já na primeira curva, quando o italo-brasileiro perdeu a posição para Tom Luthi, mas logo recuperou para dominar o restante da corrida.

Com chuva somente no pódio, quem acompanhou Morbidelli foi Luthi e Takaaki Nakagami. Pela terceira posição houve uma boa briga, Miguel Oliveira e Alex Marquez chegaram a ameaçar o japonês.

Em quinto ficou Luca Marini, irmão de Rossi, que bateu Fabio Quartararo no finalzinho para repetir seu melhor resultado no mundial.

Além disso, quem apareceu para comemorar foi Valentino Rossi, que parecia um verdadeiro chefe de equipe (gif).

tumblr_onfneakGRI1tevgflo1_500.gif

Anúncios

Navegação de Post Único

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: